segunda-feira, 2 de maio de 2011

Tipos de Arroz

A Revista Shape me pediu para falar um pouco sobre o arroz! Eu particularmente adoro e é super difícil ficar sem! Graças a Deus moro num país que adotou esse cereal no prato todos os dias. Pra você não ficar tão culpada com o tanto de carboidrato que tem, use o arroz integral pois mesmo sendo o mesmo valor calórico que o arroz branco, ele dá mais saciedade e por isso a gente come menos!!! Então não use o arroz branco todos os dias...você vai ver que ele quase não tem benefício. E não pense somente em calorias, pois esse pensamento tá muuuuuuuuuuuuito errado!


Aqui no blog você tem a entrevista na íntrega:

1 - Quais são os benefícios do arroz para a saúde?

Dra Fernanda Granja - O arroz é um alimento considerado energético, pois tem um alto valor calórico. Esse tipo de energia é transformada em alimento para o cérebro e também como fonte de energia para realização de atividades físicas e cotidianas. Porém, o arroz branco é pobre em substâncias nutritivas, pois perde maior parte delas ao ser polido. Já o arroz integral, que conserva o germe e a parte externa do grão, é muito rico em nutrientes contendo proteínas e sais minerais (fósforo, ferro e cálcio) e vitaminas do complexo B, que são responsáveis pela energia celular.

2 - Qual é o tipo de arroz mais saudável?
Dra Fernanda Granja - O arroz integral é o mais indicado por ter vitaminas e minerais que o corpo precisa para se manter ativo e funcionalmente bem.

3 - O arroz é visto como um vilão para quem quer emagrecer por ser um carboidrato. Ele é realmente esse vilão todo?
Dra Fernanda Granja -  Se consumido de maneira exagerada ou na sua forma polido (arroz branco), ele pode ser considerado um vilão sim. O arroz deve ser consumido na sua forma integral, o qual não foi passado por beneficiamento e por isso conserva todas as vitaminas e minerais disponíveis no grão. Além disso, o arroz integral é considerado boa fonte de fibra alimentar e possui melhores quantidades de vitaminas B, B2, B5, B6 e de minerais como o fósforo e ferro. Assim, não devemos pensar somente em calorias, mas sim nos benefícios que o grão traz. Essa quantidade de vitaminas e minerais ingeridas, serão utilizadas pelo organismo e trarão vários benefícios.

4 - Quais são os tipos de arroz integral? (características, calorias, modo de consumo).
Dra Fernanda Granja - Quanto ao valor calórico dos alimentos integrais, não há grandes diferenças em relação aos refinados. Enquanto 50 gramas de arroz branco possui 128kcal, a mesma quantidade de arroz integral possui 124kcal, além de conteúdo de fibras maior.

Tipos de arroz:

Integral: este tipo de arroz, produzido há muitos anos na Índia, Birmânia e Paquistão, de maneira primitiva, consistia em fervê-lo com casca, por uma hora, em tanques ligeiramente abertos, espalhados no chão para secar e, em seguida, beneficiado.


Recentemente esse método foi aperfeiçoado, sendo executado, normalmente, nos quatro estágios seguintes: maceração, tratamento com vapor, secagem e beneficiamento.

Durante esse tratamento, a tiamina (vitamina B1) e outros componentes solúveis em água, que estavam no gérmen e nas camadas mais externas, difundem-se através do grão.

Então, durante o processo de beneficiamento, haverá menor perda desses elementos do que o beneficiamento do arroz comum, ou seja, sem qualquer tratamento.

Não descascado nem polido, contém fibras e vitaminas em porções maiores que o polido. Este tipo de arroz é praticamente a base da alimentação macrobiótica. É o arroz com maior quantidade de gordura, cerca de 6.6%, sendo esta, benéfica à saúde. Possui também uma boa quantidade de vitaminas e minerais.

Polido (arroz branco): Base da alimentação do brasileiro é um alimento rico em carboidratos e pouca proteína. Em combinação com o feijão, como hábito de nossa culinária, forma um composto de aminoácidos (constituintes das proteínas) mais completo.

Arroz Selvagem ou Preto: arroz de grão longo e fino, coloração negra por fora e branca por dentro; trata-se de um tipo de grama que cresce principalmente em pântanos e perto de lagos. Este tipo contém mais proteínas e fibras que o arroz comum, sendo ótima opção para aumentar o conteúdo protéico de uma dieta vegetariana, por exemplo. Para pessoas que sofrem de obstipação (intestino peso), auxilia no aumento do bolo fecal, com consumo freqüente de água, melhorando o trânsito intestinal.

Arroz sanishiki ou Japonês: Arroz utilizado na culinária japonesa, e por característica, apresenta-se com grãos unidos. Quanto às propriedades nutricionais, possui maior quantidade de carboiratos que todos, por possuir maior quantidade de amido em sua parte externa, o que dá a massa que une os grãos.

Parboilizado: o grão inteiro é submetido ao processo de parboilização (deixado em água fervente por um período de 8 horas), método tradicional há dois mil anos na Índia e Paquistão. Este processo deixa a casca solta, facilitando a moagem dos grãos. Este tipo de arroz tem um valor nutricional maior que o arroz comum, pois as vitaminas são permeadas para o interior do grão, não se perdendo durante a moagem.

Malequizado: é um arroz semi-integral, passa por um processo de malequização, ou seja, o arroz com casca é macerado em água ria por três dias e depois submetido a altas temperaturas (até 700ºC), sendo por fim desidratado e descascado. Também tem um valor nutricional melhor que o arroz comum pelo mesmo motivo do parboilizado.

Jasmim ou aromático: arroz aromático de origem tailandesa; de textura macia e úmida, os grãos ficam bem ligados. O mais conhecido é o Jasmim, utilizado na culinária Tailandesa. Está em segundo lugar na classificação do arroz em relação ao conteúdo de proteína.

Arroz Arbório: é uma variante italiana de grão médio, de coloração levemente amarelada e com textura cremosa; é o mais indicado para fazer risoto, pois contém grande quantidade de amido e, em decorrência disso, permanece com a parte central firme, mesmo depois de um longo cozimento.

Basmati: nativo do Paquistão e da Índia, também cultivado em outros países; após o processo de cozimento, seus grãos ficam secos e soltos.

Basmati integral ou vermelho: arroz não descascado nem polido de coloração avermelhada. Não encontrada a composição nutricional, porém, por não ser descascado, possui uma quantidade maior de micronutrientes contidos na casca, bem como fibras e proteína.

5 - Tem uma maneira correta de preparar o arroz? Quais são as dicas de preparo para que o arroz integral e seus irmãos fiquem saborosos?
Dra Fernanda Granja - Um dica que beneficia a saúde é colocar o alho no final da preparação e não no começo para refogar. Dessa maneira, o alho conversa o princípio ativo, alicina, eficaz no tratamento de doenças coronarianas.

O arroz integral não precisa refogar antes, apenas coloque-o em água fervendo e depois coloque o tempero.

6 - Como o arroz ajudaria a perder peso?

Dra Fernanda Granja - Da forma integral, por causa das fibras. As fibras insolúveis são os farelos dos cereais integrais, como arroz, pães, formados por celulose, hemicelulose, e lignina, que confere às fibras uma consistência rígida e firme. Elas aumentam a maciez das fezes; aumentam o bolo fecal, promovendo um ótimo estímulo ao bom funcionamento intestinal; previnenindo a constipação intestinal, diverticulite e câncer de cólon. Assim a desintoxicação é maior e ajuda no processo de emagrecimento.

7 - Em qual situação o arroz pode ser um vilão?
Dra Fernanda Granja - Antes de 2 h ao deitar. Nesse período o corpo armazena tudo o que é ingerido. O ideal é reduzir o consumo de arroz ou se alimentar pelo menos 3h antes de dormir.

8 - Vale a pena apostar no arroz parboilizado?
Dra Fernanda Granja - Sim, pois ele tem mais fibras que o arroz branco. No entanto, o melhor ainda continua sendo o arroz integral. Assim, podemos rodiziar o uso o arroz integral e parbolizado.

9 - Se você tiver, me passe algumas receitas que levem o arroz como ingrediente. A ideia é diversificar o uso desse alimento.

Dra Fernanda Granja -  Receita: arroz integral com quinua, amêndoas e óleo de côco - essa receita você confere aqui nesse post.

E outra receitinha só para vocês:

Arroz Preto com Legumes


Ingredientes:
- 1 ¼ xícaras de Arroz Preto (250g)
- 2 ½ xícaras de água
- 1 cebola roxa média picada
- 1 cenoura cortada em cubos
- 1 bouquet de brocoli cortado em raminhos
- 2 dentes de alho esmagados e picados
- ½ molho de folhas de salsinha fresca
- 2 colh de sopa de óleo de coco
- suco de 1 limão siciliano
- Sal marinho a gosto
- Pimenta-do-reino em grão moída na hora do preparo

Modo de preparo básico do arroz preto:
Numa panela refogue o arroz juntamente com 1 colher de sopa de óleo de côco por aproximadamente 1 minuto. Adicione a água, o sal marinho e mexa. Cozinhe em fogo alto até levantar fervura com a panela tampada, após baixe o fogo e cozinhe com a panela semitampada por 30 a 35 minutos ou até secar a água e reserve.

Modo de preparo do prato:
Numa caçarola de fundo grosso aquecida coloque 1 colher de chá de óleo de coco, refogue a cebola e o alho até que fiquem dourados, junte a cenoura e o brocoli, sal, pimenta-do-reino e o suco do limão. Refogue até que fiquem levemente dourados e adicione as folhas de salsinha. Em seguida coloque o arroz cozido (conforme o modo de preparo básico) e ajuste os temperos, se necessário. Refogue de 5 a 10 minutos para incorporar o sabor dos temperos ao arroz. Por último, adicione 1 colher de chá de óleo de coco na preparação já pronta, para realçar o sabor.


beijossss

11 comentários:

  1. Olá Fernanda, interessantíssima essa
    sua postagem sobre o arroz,
    quanto a isso eu queria esclarecer uma dúvida:
    Faz mal logo após o almoço ou o jantar tomar água
    logo em seguida???????


    Beejos, parabéns pelo Blog..
    Fernanda Marques

    ResponderExcluir
  2. Muito bom os esclarecimento sobre os benefícios do arroz integral. Quando estive em São Paulo, experimentei arroz integral com quinua, achei uma delícia, ele estava crocante, como a Dra. Fernanda sugeriu, temos é que ter criatividade! Parabéns pelas dicas e continue a nos dar orientações, facilitando a nutrição para quem é leigo.

    ResponderExcluir
  3. Fernanda, logo em seguida não faz mal não... não tome um copo grande, tome só um pouqinho que não faz mal...
    o problema de líquidos junto com a refeição, é a distensão abdominal que causa... isso com o tempo, faz a pessoa comer mais e mais, entendeu?
    beijossss

    ResponderExcluir
  4. Dra Fernanda fiz a receita de arroz preto e ficou maravilhosa, os temperos combinaram perfeitamente. Obrigada pelas dicas. Natália Hamada

    ResponderExcluir
  5. Dra Fernanda comprei o oleo de coco liquido,mas ele ficou sólido esbranquiçado o que devo fazer para ele voltar o normal e como devo tomar?Obrigado pela atençao aguardo resposta,beijosssss

    ResponderExcluir
  6. O óleo de coco é assim mesmo! No frio ele fica mais sólido, e no calor ele fica mais líquido. Pra você conseguir usar, é só colocar em banho maria... aí vc pode tomar 1 colh de sopa 30 min antes das refeições (almoço e jantar) ou 30 min antes e depois dos exercícios!
    beijosss

    ResponderExcluir
  7. Dra, Fernanda, o arroz preto interfere na coloração das fezes?

    ResponderExcluir
  8. Doutora boa noite tudo bem? Admiro demais o seu trabalho, me tira uma duvida por favor eu compro um arroz que está na embalagem assim: Arroz parboilizado integral, é bom? Ele tem 175 calorias em 100 gramas cru. Obrigada

    ResponderExcluir
  9. Oi Doutora tudo bem? Admiro demais o seu trabalho, me tire uma dúvida por favor, eu compro um arroz parboilizado integral, é bom? Ele tem 175 calorias em 50 gramas, obrigada.

    ResponderExcluir
  10. Ola dr, parabens pelo o site. Dr gostaria de umas informacoes da senhora. Fiz uns exames recente, deu minha glicemia 110,colesterol 130. Agora o triglicerides 264. O colesterol bom.32. Entao passei a corta aos poucos massa.comia muito janta a noite. Troquei por inheme macaxeira. E pela manha pao integral. Tres semanas assim.passando este tempo medir a glicemia esta 104. Mas o q esta me deixando triste e q perdir a barriga. Q estava alta mesmo sou baixinha , tenho 1,54 .agora peso 51 quilos.mas minha tristeza e q perdir musculo bunda perna? Q farco pra melhora isso.obrigado.. a o meu arroz e o branco queria troca -lo pelo o parbolizado. Mas n aumenta a glicemia n? E n enagrece n?

    ResponderExcluir

Quero saber o que você pensa ou se tem dúvida! Por favor, se você estiver lendo um post antigo, faça a sua pergunta no post do dia, ok? Assim consigo te ajudar mellhor!! Obrigada pela visita e por acompanhar o blog!