terça-feira, 26 de abril de 2011

Frutas Verdes - banana verde e outras curiosidades

Gente, amanhã vou no programa Você Bonita da Gazeta ensinar a receitinha do tempero verde (sem adição de sal) e do sal verde, que eu já falei   aqui. Espero vocês lá!!!



A Revista Pense Leve me procurou para falarmos um pouquinho das frutas verdes. Elas têm ou não benefícios? A banana verde é mais saudável mesmo?? Existem outras frutas "verdes" - leia-se não maduras, que são benéficas?

Vamos ao texto na íntegra!

Faltam estudos nesse área da alimentação, mas o que se sabe até agora é que existe perda nutricional quando ingerimos frutas não maduras, frutas consideradas verdes. Com excessão da banana verde e do coco verde. As frutas verdes contêm muito tanino, sendo que, quanto maior a quantidade deste componente, menor será a absorção de nutrientes, vitaminas e minerais. A exceção fica por conta da banana verde que, cozida antes do consumo, torna-se amido resistente e proporciona benefícios ao organismo.


Frutas roxas
Um estudo com amoras, mostrou que o nível de pigmentos antocianina, encontrados em frutas roxas como uva, amora, açaí e soja preta, que podem ter benefícios antioxidantes, aumentou consideravalmente quando passaram de pouco maduras a maduras demais. No entanto, os compostos fenólicos (outra classe de antioxidantes) diminuíram levemente.

Manga
Análises mostram que a manga é rica em vitamina A somente quando madura. Assim, hábitos como de comer manga verde com sal, não é tão benéfico para a saúde.

Goiaba e Tomate
Tanto a goiaba quanto o tomate são rico em licopeno, antioxidante poderoso para a saúde da pele e da próstata. O ideal de consumo é nem muito verde, nem muito maduro, pois em ambos os casos perdem o sabor rapidamente e seu valor nutritivo diminui.

Limão
O limão quando muito maduro apresenta menos suco e consequentemente menos vitaminas e minerais. O ideal é conumí-lo no ponto.

Azeitona
A azeitona madura, esmagada, pode ser aplicada topicamente e tem efeito antiinflamatório eficaz. A preta é considerada laxativa.

Coco
O valor nutritivo do coco varia de acordo com seu estágio de maturação. Quando verde, tem bastante água (famosa água de coco) e a polpa é branca e de consistência gelatinosa, que pode ser ingerida com o auxílio de uma colher para raspá-la. Já o fruto maduro, tem pouca água e a polpa é branca e mais consistente. Quanto mais maduro, mais óleo apresenta, sendo muito útil na extração do óleo de coco.

1. Coco Verde

Estudos preliminares sobre a água de coco verde relatam a presença de componentes semelhantes ao estrógeno. Este estudo demonstrou que a água de coco poderia ter positivas implicações futuras na prevenção e tratamento do Alzheimer em mulheres menopáusicas.

Além disso, o coco verde e, principalmente a sua água, podem auxiliar em situações de vômitos, diarréia e desidratação e ainda ajudam a repor as energias.

2. Coco maduro
A partir do coco maduros, podemos obter o  óleo de côco e a   farinha de côco, ambos com vários benefícios ao organismo. Encontramos boas quantidades ferro, cálcio, sódio, e proteína, além de conter baixa quantidade de gordura. Encontramos também o TCM (Triglicerídeo de Cadeia Média), que não é armazenada como forma de gordura por ser facilmente absorvido, e com isso “obriga” o organismo a utilizar a gordura acumulada como fonte de energia, sendo indicado para atletas ou pessoas que queiram diminuir a quantidade de gordura corporal.

O ácido láurico, ácido graxo de cadeia média, que, no corpo humano se transforma em monolaurina, está presente na fruta e no óleo de coco. Encontrando também no leite materno, ele tem a função de exercer forte ação antibacteriana, antiviral e antiprotozoária, combatendo vários microorganismos maléficos ao ser humando, como Cândida albicans, Citomegalovirus, Clamídia, Estreptococos, Giárdia, Helicobacter pylori, Herpes, ect .

Além do ácido láurico, o coco contém ácido cáprico, que se transforma no organismo em monocaprina, um composto também com propriedades antimicrobianas e antiviral.

Banana Verde
Considerada um alimento funcional, a Banana Verde, indicada também para melhorar sua digestão, quando cozida, apresenta vários benefícios que estão sendo estudados:

• Alto conteúdo de amido resistente

O amido resistente é similar à fibra alimentar que não é digerida nem absorvida pelo intestino delgado. Assim, no intestino grosso ele é fermentado, produzindo substâncias que servem como fonte de energia para produção de bactérias benéficas do nosso intestino. Essas bactérias tem a capacidade de manter a integridade da mucosa do nosso intestino, que é responsável pela absorção adequada dos nutrientes e pela barreira da entrada de substâncias maléficas. Desta forma o consumo de banana verde auxilia no bom funcionamento do trânsito intestinal, evitando episódios de diarréia ou constipação, além de evitar o desenvolvimento de câncer de intestino. Você pode potencializar a saúde do seu intestino com a biomassa de banana verde.

Estudos indicam que o consumo de amido resistente também atua na redução do colesterol, pela redução de sua produção pelo fígado, e pelo aumento da sua eliminação pelos ácidos biliares. Desta forma, a banana verde pode também ter uma importante função na prevenção do desenvolvimento de doenças do coração.

• Baixo índice glicêmico

Um alimento tendo baixo índice glicêmico, faz com que a sua digestão e absorção seja mais lenta, assim a quantidade de glicose liberada no sangue é mais lenta também. Isso contribui então para a prevenção do desenvolvimento de diabetes, e ajuda aqueles que já tem o diagnóstico de diabetes, pois controla a glicemia no sangue, além do acúmulo de gordura corporal, devido ao aumento da saciedade promovido pelo amido resistente.

A banana verde na forma cozida é apropriada ao preparo de subprodutos como a biomassa e a farinha de banana verde, que são utilizadas para a confecção de bolos, biscoitos e outras massas, substituindo a farinha de trigo. Além disso, você pode adicionar a biomassa da banana verde em sucos de frutas e vitaminas. O preparo da banana verde é simples e pode ser feito em casa. Veja como preparar a biomassa:

1. Lave as bananas verdes com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágüe bem;

2. Em uma panela de pressão com água fervente (para criar choque térmico), cozinhe as bananas verdes com casca, cobertas com água por 20 minutos;

3. Desligue o fogo após os primeiros 8 minutos, e deixe que a pressão continue cozinhando as bananas;

4. Espere o vapor escapar naturalmente. Não force o processo abrindo a panela debaixo da torneira, por exemplo;

5. Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela;

6. Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar;

7. Coloque a quantidade desejada da polpa cozida quentíssima no processador;

8. Processe até obter uma pasta bem espessa;

9. Se não for utilizar imediatamente, guarde a polpa em saco plástico. Essa polpa pode ser guardada por 3 a 4 meses no congelador, mas necessitará de um reprocessamento.

Abaixo segue um exemplo de uma receita saudável em que a biomassa pode ser adicionada:
Suco funcional:
- Suco de 1 laranja
- 1 folha de couve
- 1 colher de sopa de linhaça
- 1 colher de sopa da biomassa de banana verde

Bata os ingredientes no liquidificador e consuma este suco energético no café da manhã.

Farinha de Banana Verde
Descasque 12 bananas verdes (de qualquer tipo), coloque as frutas em 1 fôrma e leve ao forno baixo, preaquecido até secar. Mexa de vez em quando com uma colher de pau. Corte em rodelas e bata no liquidificador até triturar. Se quiser mais receitas de farinhas de vegetais e frutas, é só clicar aqui.

beijossss



5 comentários:

  1. Minha avó faz uma receita simples e fácil de fazer além de ser uma delícia.
    Cozinha-se bananas verdes e depois amassa com o garfo. Mistura-se com coco seco ralado. Está pronto para servir. É ótimo com peixe frito.

    ResponderExcluir
  2. o problema é só a fritura, pode fazer peixe grelhado!

    ResponderExcluir
  3. ESSA RECEITA E BOA PARA QUEM TEM REFLUXO
    bom dia Dr. Fernanda

    ResponderExcluir

Quero saber o que você pensa ou se tem dúvida! Por favor, se você estiver lendo um post antigo, faça a sua pergunta no post do dia, ok? Assim consigo te ajudar mellhor!! Obrigada pela visita e por acompanhar o blog!